HISTÓRIA

Desde 1948 na mesa
dos Italianos.

A Fábrica de arroz Pasini foi fundada pelos três irmãos Bruno, Arnaldo e Ciro em 1948 na Vila Garibaldi de Roncoferraro, área entre os arrozais do mantovano, no coração da Planície Paduana, terra que se cultiva o arroz por tradição há alguns séculos. Graças ao empenho e à competência que os distingue, a elaboração e a venda do produto incrementa-se constantemente, tanto que, em 1960, nasce a exigência de construir um novo estabelecimento e transformar a atividade, que passa de empresa familiar, a uma indústria. Nos anos 80 entram na empresa os filhos dos três irmãos e, todos juntos, aumentam a produção anual e chegam à escala de mais de 10.000 toneladas de produção de arroz branco.
A indiscutível qualidade do produto e a inovação tecnológica dos equipamentos fazem com que a empresa de Arroz Pasini se expanda quase sobre todo o território nacional, até se tornar líder no mercado Veneto por volta dos anos 90.
Hoje, a empresa já chegou à terceira geração, e graças ao renovado espírito empresarial e ao management familiar é garantida a profissionalidade na escrupulosa pesquisa para um produto de qualidade e o espírito de iniciativa que pretende satisfazer todas as exigências do consumidor.

O ARROZ

o cereal que mais se gasta
no mundo.

O arroz é o fruto de uma planta cerealífera (Oryza sativa) pertencente à família das Gramíneas. Originário do continente asiático, o arroz foi importado para a Itália pelos Romanos, que porém, devido aos elevados custos, usavam-no principalmente como medicamento e cosmético. Só no século XVI é que se difundiu a cultura com fins alimentares, sobretudo na alta Itália. Todavia, só nos anos antes da segunda guerra mundial é que foram desenvolvidas as técnicas da produção do arroz à escala industrial. O arroz semeia-se na primavera, estando maduro e pronto para a colheita 5 ou 6 meses depois. Geralmente recolhe-se no fim do verão e nos inícios do outono. O arroz em casca depois de seco armazena-se em silos onde também pode permanecer vários meses. Hoje em dia o cultivo e a laboração são duas realidades completamente separadas: só em raros casos é que a indústria do arroz cultiva diretamente parte do arroz que depois prepara.
O arroz é um alimento genuíno e ligeiro que deve as suas propriedades nutritivas principalmente ao amido (mais de 90% do grão trabalhado) e à ausência de escórias. Além disso é rico de sais minerais, vitaminas e proteínas. Portanto, permite uma sã alimentação.
No comércio encontram-se numerosos tipos de arroz pertencentes a 2 macro famílias: japónica e indica.

 

As principais variedades são as seguintes:

Variedade Japonica

ARROZ COMUM

grão pequeno e redondo, pouco resistente à cozedura.
É indicado para sopas e doces.

ARROZ SEMI-FINO

grão arredondado de dimensões médias.
É indicado para sopas e risotos de cozedura rápida

ARROZ FINO

grão de dimensões médias e afuselado. Resistente à cozedura, é aconselhado para timbales e croquetes/rissóis de arroz

ARROZ SUPERFINO

grão grande e comprido. Muito resistente à cozedura, é o arroz mais idóneo para a preparação de risotos

Variedade Indica

ARROZ SUPERFINO THAI

grão magro e muito comprido. Pouco resistente à cozedura, é indicado para a cozinha étnica e acompanhamento dos segundos pratos.

A LABORAÇÃO

tecnologia, automatização e
respeito pelo ambiente.

A laboração do arroz, também se diz a descasca, do nome da estrutura, a “des” justamente, que a partir de 500 até ao acontecimento da industrialização era usada com tal finalidade. O processo pode ser dividido em duas fases: na primeira acontece a limpeza e a debulha do arroz em casca, eliminando primeiro os corpos estranhos (pedras, ferro, sementes, palha), extirpando depois as glumelas que protegem o arroz e eliminando os grãos que ainda não estiverem maduros (grão verde). Obtém-se portanto o arroz suave, o assim chamado arroz “integral”, com elevadas propriedades nutricionais. Na segunda fase acontece o branqueamento e a separação dos grãos partidos ou manchados: é a fase mais importante porque é necessário ter muita atenção para que o arroz se rompa o menos possível. O branqueamento é um processo mecânico por abrasão, que remove os tegumentos exteriores do grão, que se chamam pericárpio, até obter o característico grão branco. O controlo final é entregue à selecionadora ótica, uma máquina de alta tecnologia que “vê” os grãos um por um descartando aqueles manchados ou estragados e as eventuais impurezas.
A este ponto o arroz está pronto para ser empacotado. No caso do arroz parboiled, o arroz com a casca é submetido a um tratamento térmico em água: após a sua molha apropriados depósitos, cozinha-se o arroz ao vapor num autoclave com vedação da pressão e sucessivamente seca-se e descasca-se no modo tradicional. A parboilização faz de maneira que os sais minerais e as vitaminas do pericárpio migrem juntamente com a água dentro do grão, onde também permanecem após a refinação do arroz.  Tal processo aumenta as propriedades nutricionais do arroz, torna-o mais fácil de digerir e reduz a capacidade do grão de absorver líquidos, permitindo-lhe por consequência manter a cozedura por mais tempo. Os grãos apresentam-se ombreados e translúcidos tendo em conta que absorveram a cor de palha do pericárpio.

ESTERILIZAÇÃO

para uma melhor conservação
do produto

Os produtos alimentares estão desde sempre em perigo de deterioração e infestação. Até agora eram usadas substâncias tóxicas para destruir os insetos, larvas e ovos. Por isso que nos últimos anos, prestou-se sempre, e cada vez mais atenção ao respeito pelo ambiente e à defesa da saúde do consumidor, com a consequente proibição de venenos demasiado agressivos que em todo o caso garantiam ótimos resultados. Infelizmente os novos inseticidas não resultam outro tanto eficazes, por isso que o grão de arroz é potencialmente infestado de larvas e ovos que, em determinadas condições climáticas, tenderão a entreabrir-se. Com certeza, que a tecnologia aplicada às embalagens em vácuo garante uma ótima conservação do arroz debulhado, mas não pode ser aplicada a tamanhos superiores a 1 kg. A embalagem em vácuo apresenta outro inconveniente, nem sempre é agradável para os amantes da cozinha: à abertura do pacote, liberta-se um ligeiro odor a fechado devido à ausência de ar.
Hoje em dia, é sempre mais forte o interesse por produtos naturais que transmitem valores baseados no respeito pelo ambiente e na sustentabilidade da produção agrícola e industrial. Querer-se-ia um produto de veste artesanal “feito como antigamente” mas ao mesmo tempo com as garantias de segurança que só as modernas maquinarias podem fornecer. Hoje, finalmente tudo isto é possível graças ao nosso novo equipamento de esterilização, entre os poucos existentes no mundo, que permite destruir os ovos microscópicos, que se encontrarem nos grãos de arroz, anulando portanto a possibilidade de infestações, que normalmente se manifestam nos períodos mais quentes. Após vários anos de pesquisa e desenvolvimento estamos orgulhosos por poder apresentar uma nova linha de produtos que responde às exigências de uma parte de consumidores que cresce no dia-a-dia, conjugando a salubridade do produto à sua conservação no tempo.

OS NOSSOS NÚMEROS

7.000

Quilogramas/hora de arroz
em casca trabalhado

5

Recentíssimas linhas
de embalagem

5.000

Metros quadrados
de superfície coberta

RISO PASINI

Uma ampla escolha
só dos melhores arrozes

ARBORIO

Arroz superfino de grãos grandes. Ideal para qualquer preparação de arroz seco. É a variedade mais difundida na Itália.

ROMA

Arroz superfino de grãos grandes. Utilizado para risotos e preferido para a preparação de croquetes de arroz.

INTEGRAL

Arroz fino semi-trabalhado rico de fibras e muito nutriente. Indicado para desportivos e quantos seguem dietas.

VIALONE NANO

Arroz semi-fino dos grãos grandes e arredondados que absorve com facilidade os condimentos mesmo restando pouco cozido. Ótimo para risotos de todos os tipos.

BASMATI

Arroz superfino da forma alongada e subtil. Cultiva-se na Índia e Paquistão. É apreciado pelo seu perfume e paladar delicado.

CARNAROLI

Arroz superfino de grãos grandes. Apreciado pelo seu ótimo mantimento ao cozinhar, é indicado para risotos de cremes e timbales.

RIBE PARBOILED

Para uma cozedura mais rápida este arroz fino é obtido através de um processo que enriquece o grão das vitaminas contidas nas glumelas e confere-lhe o aspeto ambreado.

NERO

Arroz integral de cor escura e com sabor particular. Proveniente da china, hoje também é cultivado na Itália. Ideal para pratos refinados e com efeito.

RIBE

Arroz fino de grãos alongados. Adequado para todos os tipos de pratos. É indicado para timbales e arroz pilaf pouco cozido.

SUSHI

Arroz italiano de forma arredondada e o aspeto cristalino. Cozinha em pouco tempo. É aconselhado para a preparação de pratos da tradição japonesa.

ARROZ PASINI

1kg embalado em caixas de vácuo

ARBORIO

ESPECIFICAÇÕES

CARNAROLI

ESPECIFICAÇÕES

VIALONE NANO

ESPECIFICAÇÕES

RIBE

ESPECIFICAÇÕES

RISOTTI

ESPECIFICAÇÕES

GOLD

ESPECIFICAÇÕES

ARROZ PASINI

1kg embalado em vácuo sem caixa

ARBORIO

ESPECIFICAÇÕES

CARNAROLI

ESPECIFICAÇÕES

VIALONE NANO

ESPECIFICAÇÕES

ROMA

ESPECIFICAÇÕES

INTEGRAL

ESPECIFICAÇÕES

ARROZ PASINI

500g FUNDO QUADRADO

ARBORIO

ESPECIFICAÇÕES

SUSHI

ESPECIFICAÇÕES

BASMATI

ESPECIFICAÇÕES

NERO

ESPECIFICAÇÕES

ARROZ PASINI

6 × 1 Kg FUNDO QUADRADO

ARBORIO

ESPECIFICAÇÕES

CARNAROLI

ESPECIFICAÇÕES

VIALONE NANO

ESPECIFICAÇÕES

GOLD

ESPECIFICAÇÕES

ARROZ PASINI

5 Kg SACO CELOFANE

ARBORIO

ESPECIFICAÇÕES

CARNAROLI

ESPECIFICAÇÕES

VIALONE NANO

ESPECIFICAÇÕES

RIBE

ESPECIFICAÇÕES

GOLD

ESPECIFICAÇÕES

ARROZ PASINI

800g papel de fundo quadrado

ARBORIO

ESPECIFICAÇÕES

CARNAROLI

ESPECIFICAÇÕES

VIALONE NANO

ESPECIFICAÇÕES

GRANRISO

Uma vasta seleção de Arroz para
um sucesso ainda maior

ARBORIO

Arroz superfino de grãos grandes. Ideal para qualquer preparação de arroz enxuto. É a variedade mais difundida na Itália.

BASMATI

Arroz superfino de forma alongada e subtil. Cultiva-se na Índia e no Paquistão. É apreciado pelo seu perfume e pelo seu sabor delicado.

RIBE

Arroz fino de grãos alongados. Apto para todos os tipos de pratos. É indicado para timbales e arroz pilaf pouco cozidos.

ORIGINARIO

Arroz da forma arredondada e de aspeto cristalino. Cozinha em pouco tempo e é aconselhado para doces e sopas.

THAIBONNET PARBOILED

Para uma cozedura mais rápida este arroz fino é obtido através de um processo que enriquece o grão das vitaminas contidas nas glumelas e confere-lhe o aspeto ambreado.

CARNAROLI

Arroz superfino de grãos grandes. Apreciado pela ótima resistência de cozedura, é indicado para risotos com manteiga e timbales.

ROMA

Arroz superfino de grãos grandes. Utilizado para risotos e preferido para a preparação de croquetes de arroz.

VIALONE NANO

Arroz semi-fino de grãos grossos e arredondados que absorve com facilidade os condimentos permanecendo à mesma um pouquinho duro, estaladiço. Ótimo para risotos de todos os tipos.

THAIBONNET

Arroz superfino de forma alongada e subtil. Proveniente da Ásia, hoje é amplamente cultivado também na Itália.

GRANRISO

1kg duplo fundo quadrado

ARBORIO

ESPECIFICAÇÕES

CARNAROLI

ESPECIFICAÇÕES

VIALONE NANO

ESPECIFICAÇÕES

RISOTTI

ESPECIFICAÇÕES

Originàrio

ESPECIFICAÇÕES

ARANCINI E SUPPLÌ

ESPECIFICAÇÕES

MINESTRE

ESPECIFICAÇÕES

THAIBONNET

ESPECIFICAÇÕES

BASMATI

ESPECIFICAÇÕES

INSALATE DI RISO

ESPECIFICAÇÕES

PARBOILED

ESPECIFICAÇÕES

GRANRISO

5 Kg SACO CELOFANE

ARBORIO

ESPECIFICAÇÕES

ROMA

ESPECIFICAÇÕES

ARANCINI E SUPPLÌ

ESPECIFICAÇÕES

THAIBONETT

ESPECIFICAÇÕES

PARBOILED

ESPECIFICAÇÕES

BASMATI

ESPECIFICAÇÕES

GRANRISO

25 Kg SACO DE RÁFIA

QUALSIASI VARIETÀ

ESPECIFICAÇÕES

PRODUTOS PARA A INDÚSTRIA

Graças aos novos equipamentos de embalagem em big bag e de carregamento das cisternas em granel, somos capazes de satisfazer os pedidos da indústria alimentar e cosmética, oferecendo para além do arroz também a quebra do arroz selecionada, a pula de arroz e a película.

RISERIA PASINI S.R.L.

VIA C. BATTISTI, 288
46037 VILLA GARIBALDI
MANTOVA – IT

Tel e Fax +39.0376.663164 — info@risopasini.com
P. IVA: 00138650205